terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

É Possível Emagrecer "Puro"?


                Um dos maiores problemas da humanidade excluindo-se a doença social violência é a obesidade. Hoje vivemos dias de excesso de peso, doenças associadas ao excesso de gordura corporal e nós, seres humanos, estamos realmente mudando de configuração. Basta parar numa esquina de qualquer grande cidade brasileira e começar a observar as pessoas que por ali passam. Muitos obesos serão vistos, principalmente mulheres – hoje até com obesidade grave ou acentuada. Os homens em menor proporção, mas sempre com aquela famosa barriguinha de cerveja, ou melhor, com a temível obesidade abdominal.
                Que não nascemos para sermos obesos isso é a pura verdade, por isso, obesidade, ou excesso de gordura corporal é sim doença. Que não venham falar dos gordinhos saudáveis que não têm colesterol alto, ou mesmo hipertensão arterial, ou qualquer outra doença, porque obesidade é por si só uma terrível doença. As razões para tanta obesidade nos dias atuais são múltiplas, no entanto, a grande verdade e o pior problema é o fato de que realmente comemos demais.
                Então, como consertar tudo isso, ou tratar o obeso e também tentar prevenir futuros gordinhos? Só mudando hábitos de vida. Recentemente até escrevi em postagem anterior sobre os apresentadores do programa Fantástico da Rede Globo que deram um belo exemplo de como emagrecer somente mudando hábitos de vida. Achei sinceramente que foi o quadro mais instrutivo do Fantástico nos últimos anos – pois o exemplo passado mudou em muito a forma com que as pessoas pensavam quanto ao fato de perder peso. Sim, é possível emagrecer “puro”, ou sem ajuda de medicamentos! Basta mudarmos hábitos como alimentação – comer menos calorias e uma alimentação equilibrada -; e gastar mais energia fazendo atividade física.
                Contudo, não é tão simples assim, pois existem pessoas que não conseguem ou têm dificuldades para praticar atividade física. Estou falando de pessoas que têm limitações corporais. Essas pessoas podem engordar mesmo comendo pouco e nesses casos o uso de medicamentos adjuvantes pode ser necessário. Não sou contra a utilização de medicamentos para tratar obesidade, mas hoje só temos a Sibutramina e o Orlistat para usarmos. Quanto a Sibutramina temos que selecionar bem os pacientes para usá-la e devemos sempre informa-los que não é uma droga tão eficiente assim e que pode causar alguns efeitos colaterais. Já o Orlistat tem um efeito no intestino diminuindo a absorção de 30% das gorduras que ingerimos na alimentação, por isso, como inconveniente pode causar episódios de diarreia catastróficos se o indivíduo comer gordura. Também não é muito eficiente.
                Tanto a Sibutramina, quanto o Orlistat podem ser utilizados ao mesmo tempo no mesmo paciente, mas nunca na mesma cápsula. Não ocorre interação medicamentosa entre os dois e o Orlistat tem seu efeito basicamente no tubo digestivo, enquanto a Sibutramina age no Sistema Nervoso Central aumentando a saciedade – a satisfação com a alimentação se dá mais rápido e por isso o indivíduo come menos.
                Bem, o ideal é emagrecer “puro”, ou sem medicamentos, pois como descrito estes têm efeitos colaterais e são substâncias estranhas para nosso organismo. Além do mais é sim possível perder peso de forma saudável mudando os hábitos de vida. O excesso de gordura no corpo está associado a várias outras doenças e deve ser combatido desde o nascimento, com implementação de hábitos de vida saudáveis ao bebê. 

Nenhum comentário:

Loading...

Livros Interessantes

  • 1808 - Laurentino Gomes
  • 1822 - Laurentino Gomes
  • 64 Contos de Rubem Fonseca
  • A Cabana - William P. Young
  • A Farsa - Christopher Reich
  • A Teoria da Relatividade Especial e Geral - Albert Einstein
  • Agosto - Rubem Fonseca
  • Cidade de Ladrões - David Benioff
  • Como Vejo o Mundo - Albert Einstein
  • Dom Casmurro - Machado de Assis
  • GOG - Giovanni Papini
  • Mandrake: A Blíblia e a Bengala - Rubem Fonseca
  • Memórias Póstumas de Bras Cubas - Machado de Assis
  • O Andar do Bêbado - Leonard Mlodinow
  • O Círculo dos Mentirosos - Jean-Claude Carriere
  • O Imperador (4 Volumes) - Conn Iggulden
  • O Livro dos Livros Perdidos - Stuart Kelly
  • O Mestre de Quéops - Albert Salvadó
  • Para Ler Como Um Escritor - Francine Prose
  • Pós-Guerra - Tony Judt
  • Quem Somos Nós? William Arntz, Betsy Chasse, Mark Vicente
  • Rio das Flores - Miguel Sousa Tavares
  • Ser Feliz - Will Fergunson
  • Simplesmente Einstein - Richard Wolfson
  • Solar - Ian MacEwan
  • The Einstein Theory of Relativity - H.A. Lorentz
  • Vastas Emoções e Pensamentos Imperfeitos - Rubem Fonseca