quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Sibutramina – E Agora? Como Tratar a Obesidade?


    Fomos pegos de surpresa há dois dias quando a agência europeia de medicamentos (EMEA), o equivalente a nossa ANVISA e ao FDA americano, proibiu a comercialização e o uso da Sibutramina em território Europeu. A proibição foi baseada nos dados do estudo SCOUT, ainda não publicado, que acompanhou cerca de 10000 indivíduos durante 6 anos. O FDA não proibiu o uso da Sibutramina em território americano, mas solicitou que constasse em bula os possíveis riscos do uso do medicamento. Já a ANVISA está avaliando os dados do estudo e parece irá seguir as orientações do FDA, como sempre.

    A Sibutramina é um fármaco que está no mercado há mais de 10 dez anos e tem uma ação saciatógena (aumenta a saciedade, que é a sensação de estar alimentado), não anorexígena, que tem sido um grande auxiliar no tratamento da obesidade. Muito prescrito por nós endocrinologistas e metabologistas, pois sempre foi muito bem tolerado pelos pacientes, com poucos efeitos colaterais e não causa dependência física, como os anorexígenos, por exemplo.

    Podemos dizer que os resultados desse estudo SCOUT, que mostrou um aumento no risco de infarto do miocárdio não fatal e de acidente vascular encefálico de 16% no grupo que utilizou o medicamento, veio nos trazer preocupação, pois temos um grande número de pacientes utilizando a medicação e por não termos grandes opções medicamentosas para auxiliar no tratamento da obesidade. As recomendações do FDA e ANVISA são para que num primeiro momento se evite o uso da medicação em pessoas com potenciais riscos de infarto ou acidente vascular cerebral, como, por exemplo, em diabéticos e hipertensos.

    Na publicação do British Medical Journal (BMJ) de 25 de janeiro, na coluna de "novidades", o título da publicação já diz tudo: "Withdrawal of sibutramine leaves European doctors with just one obesity drug" – A retirada da Sibutramina deixa os médicos Europeus com somente uma droga para usar na obesidade. Sim, apenas um medicamento para ajudar no tratamento da obesidade.



    A pergunta que não quer calar – Por que a ANVISA não proibiu até hoje a comercialização das Anfetaminas (anorexígenos) em nosso território? São drogas extremamente perigosas, que podem desencadear surtos psicóticos, além de aumentar o risco cardiovascular e de causar dependência física. Por quê?

Nenhum comentário:

Loading...

Livros Interessantes

  • 1808 - Laurentino Gomes
  • 1822 - Laurentino Gomes
  • 64 Contos de Rubem Fonseca
  • A Cabana - William P. Young
  • A Farsa - Christopher Reich
  • A Teoria da Relatividade Especial e Geral - Albert Einstein
  • Agosto - Rubem Fonseca
  • Cidade de Ladrões - David Benioff
  • Como Vejo o Mundo - Albert Einstein
  • Dom Casmurro - Machado de Assis
  • GOG - Giovanni Papini
  • Mandrake: A Blíblia e a Bengala - Rubem Fonseca
  • Memórias Póstumas de Bras Cubas - Machado de Assis
  • O Andar do Bêbado - Leonard Mlodinow
  • O Círculo dos Mentirosos - Jean-Claude Carriere
  • O Imperador (4 Volumes) - Conn Iggulden
  • O Livro dos Livros Perdidos - Stuart Kelly
  • O Mestre de Quéops - Albert Salvadó
  • Para Ler Como Um Escritor - Francine Prose
  • Pós-Guerra - Tony Judt
  • Quem Somos Nós? William Arntz, Betsy Chasse, Mark Vicente
  • Rio das Flores - Miguel Sousa Tavares
  • Ser Feliz - Will Fergunson
  • Simplesmente Einstein - Richard Wolfson
  • Solar - Ian MacEwan
  • The Einstein Theory of Relativity - H.A. Lorentz
  • Vastas Emoções e Pensamentos Imperfeitos - Rubem Fonseca